Rua da Quintinha - Comeiras de Baixo-2000-694 São Vicente do Paúl- Santarém

Barrão por um dia

Há várias definições para “barrão”, mas aqui significa ser um habitante destes “bairros”, que são “barros”, terras secas de verão, lamaçais de inverno – memórias dos sedimentos acumulados nos lagos geológicos de há 10 milhões de anos.

Esta geologia de calcários, estes solos de barro, o relevo ondulado e o clima mediterrânico fizeram uma região única no País, solar do olival, da vinha, do pão, das hortas.

Ser “barrão” por um dia significa vir visitar a exploração, conversarmos sobre o que é agricultura de paisagem e a sua relação com a agricultura biológica, como a fazemos, as tarefas e os ciclos, as pessoas e as terras, agora e ao longo dos tempos.

Poderemos intervir na atividade rural que se esteja a levar a cabo na época da visita, seja a apanha da azeitona, a poda da vinha, a plantação na horta, a sementeira no campo, a apanha das amoras nos silvados, a cresta do mel… enfim, as mil e uma tarefas que uma pequena exploração agrícola tem de fazer para manter um sistema diversificado a funcionar.

E como o trabalho dá fome, almoçaremos certamente algum produto com que tenhamos estado a lidar, confecionando-o com receitas bio e de tradição local.

Faremos assim uma íntima ligação entre a terra, o seu trabalho, os seus produtos e a sua cultura, numa experiência de vivenciar raízes de uma das unidades de paisagem mais interessantes do nosso País.

Seremos no máximo 6 pessoas e o preço deste dia, incluindo a refeição, é de 25 euros por pessoa.

Certamente será um dia bem passado, a trocarmos ideias e a aprendermos a amar esta terra e a sua identidade.

Mais informações e marcações para: 911 510 010 ou ecostatus94@gmail.com